BAFANA BAFANA ABAFANDO

wpid-matandocopa-2010-06-10-13-356.jpg

DANDO CABO NA CIDADE DO CABO

Hoje estive em Cape Town onde o agito não pára. Para vocês terem uma idéia do clima, um senhor de 76 anos faleceu de derrame em um dos hospitais da cidade. Quando eu lhe falei “Vambora, ô bacana” ele entendeu “Bafana” e a alma saiu do corpo pulando com uma camisa da seleção da África do Sul gritando “Bafana, bafana!” toda serelepe. A alegria é contagiante!

OBRIGADO, STEVE JOBS

Recebi esta manhã um IPAD para fazer minhas matérias pro “Matando a Bola”. Foi um presente do meu amigo Steve Jobs pelo favor de não tê-lo levado alguns anos atrás em decorrência de um câncer que teria empacotado até o Niemeyer. Desde então o nosso acordo é: enquanto ele conseguir fazer a Apple inovar, ele sobrevive. Acho uma troca justa.

Estou adorando o aparelho. Nos seus 64 Gb couberam todos os arquivos e fichas com nomes de todo mundo que eu já levei e ainda vou levar. Tem Wi-Fi e 3G, um eterno pedido meu porque o inferno é o como o Brasil, a gente não encontra um Wi-Fi decente em canto algum e 3G pega bem lá (ironicamente só o da VIVO). Já no céu a tecnologia 4G já está instalada há muito. É o paraíso!

wpid-iapdcopa-2010-06-10-13-356.jpg

A merda é que não tem Word. Mas posso conversar com o Bill Gates para resolver isto logo. Se funcionou com o Office para Mac, pode funcionar para o Ipad também. Não custa ameaçar… quer dizer: tentar!

SERVIÇO DE PRETÓRIA

Mesmo com credenciais do além é difícil conseguir um serviço decente neste país. Fui barrado duas vezes ao tentar entrar no estádio de Pretória para fazer umas fotos para o “Diário da Foice”. E olha que eu expliquei duas vezes que eu era a Morte, e coisa e tal, mas não adiantou. Tentei dar uma graninha por fora dizendo “Libera a entrada aí, ô bacana”. Mas o cara entendeu “Bafana” de novo e saiu pulando todo animadinho gritando o nome da seleção da África do Sul. E pior: levou a minha grana sem me deixar entrar.

SOWETO É PIOR DO QUE COMPLEXO DO ALEMÃO

Visitei uma das bairros mais famosos do mundo, Soweto, que muita gente também conhece por favela, mas isso é propaganda enganosa. Favela sem traficante, sem tiroteio, e bala perdida a cada cinco minutos para mim não é favela. Eu teria que vender biscoitos Globo para sobreviver lá. Se continuar neste caminho vai virar bairro nobre. Escrevam o que eu tô falando.

SIMON NA RODA

Cruzei ontem por acaso com Carlos Eugênio Simon que já está em Rustemburgo. Passou pertinho de mim. Se ele soubesse o número de pedidos que eu recebo diariamente para levá-lo teria mudado de calçada. Ele vai apitar o primeiro jogo da Inglaterra. A sorte dele é que meu inglês não passa do “The body is on the table”.

______________________________________________
Um funcionário da Copa disse que Morte só conseguiria entrada para a abertura passando por cima do cadáver dele. Pelo menos foi a última coisa que o funcionário disse…

Anúncios

5 pensamentos sobre “BAFANA BAFANA ABAFANDO

  1. A Vivo pega no Inferno, no Paraíso, no Limbo, e acho que até em Júpiter. É a melhor, embora muitos achem que a Tim ou a Claro são melhores.
    Discordo.
    No dia do Grande Espectâculo, estarei narrando os acontecimentos com meu Vivo:
    “Não esqueçam: Sarracena contou primeiro…!”

  2. ‘the body is on the table’… kkkkkkk a morte nos faz gargalhar, pode isso????

    tá, mas continue mantendo distância :) bjos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s